Promovido pela Cáritas Brasileira Regional Maranhão, Cáritas Diocesana de Imperatriz e Ascamari, encontro acontece dias 23 e 24 de julho em Imperatriz/MA

Divulgação

 

Imperatriz sedia nas próximas quinta (23) e sexta (24) o II Encontro Estadual de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis. O auditório da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) no município sediará o encontro, realização da Cáritas Brasileira Regional Maranhão, Cáritas Diocesana de Imperatriz e Associação de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis de Imperatriz (Ascamari).

O encontro tem apoio do Fórum Lixo e Cidadania, Fórum Estadual de Economia Solidária, Kinder Mission, e das secretarias de Estado de Trabalho e Economia Solidária, Igualdade Racial, Ciência, Tecnologia e Inovação, Direitos Humanos e Participação Popular, Meio Ambiente, Desenvolvimento Social e Saúde.

Durante os dois dias de encontro serão debatidas a necessidade de mobilização e formação para o segmento dos catadores, pelo importante papel que desempenha para a vida das cidades. A atividade também será um momento de trocas entre diversas experiências em vários municípios do Maranhão, que terão representantes no encontro.

Limites e desafios à atuação de catadores e catadoras, bem como oportunidades e políticas públicas voltadas para o segmento também serão abordados no seminário. No Maranhão a Cáritas atua junto à temática desde 2008.

Rosileide Manço, da Coordenação do Movimento Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (MNCMR), estará presente ao evento. A organização do evento espera a participação de representantes dos poderes públicos, sobretudo de secretarias estaduais e municipais afeitas ao tema, além do Ministério Público Estadual.

Política Nacional de Resíduos Sólidos – No último dia 1º. de julho o Senado Federal aprovou a prorrogação do prazo para as cidades brasileiras apresentarem seus Planos Municipais de Gestão de Resíduos Sólidos. O assunto também será alvo de debate durante o II Encontro Estadual de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis. Sancionada em agosto de 2010, a Política Nacional de Resíduos Sólidos previa a extinção de lixões municipais ano passado. Com o novo adiamento, capitais e municípios de regiões metropolitanas têm até 31 de julho de 2018 para se adequarem à PNRS; municípios de fronteira e/ou com mais de 100 mil habitantes, de acordo com o Censo de 2010, até 31 de julho de 2019; municípios com entre 50 e 100 mil habitantes, até a mesma data em 2020; e os demais municípios brasileiros até 2021.

“A Política Nacional de Resíduos Sólidos tem entre seus objetivos o fim dos lixões, a inclusão social de catadores e catadoras, o diminuição da geração de resíduos, através de medidas como a ampliação da reciclagem. O adiamento de sua implementação nos municípios é um triste retrocesso em uma política que deveria contribuir imediatamente para a mudança do quadro de invisibilidade a que historicamente catadores e catadoras têm sido submetidos, apesar do importante trabalho que realizam nas cidades. É preciso que o segmento, mesmo com o adiamento, se mantenha mobilizado, para que não sejam vítimas de uma nova exclusão social”, afirma Ricarte Almeida Santos, secretário executivo da Cáritas Brasileira Regional Maranhão.

Cerca de 200 pessoas devem participar do II Encontro Estadual de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis em Imperatriz.

No related posts.